A reduçao neoliberal do sujeito ao individuo: pela recuperaçao de um imaginário com capacidade de transformaçao social
NAGIOS: RODERIC FUNCIONANDO

A reduçao neoliberal do sujeito ao individuo: pela recuperaçao de um imaginário com capacidade de transformaçao social

DSpace Repository

A reduçao neoliberal do sujeito ao individuo: pela recuperaçao de um imaginário com capacidade de transformaçao social

Show simple item record

dc.contributor.author Rodríguez Victoriano, José Manuel
dc.date.accessioned 2022-01-25T13:16:40Z
dc.date.available 2022-01-26T05:45:06Z
dc.date.issued 2001 es_ES
dc.identifier.uri https://hdl.handle.net/10550/81434
dc.description.abstract Acompanhando as formulações de Cornelius Castoriadis e de Anthony Elliot, este texto afirma um imaginário que, longe se ser reprodutivo e derivado de das ilusões e da alienação do sujeito, e força produtiva de imagens e formas e, como tal, produtor da realidade social. Da perspectiva crítica aberta por esa formulação e analisado o individualismo metodológico dominante nas ciências sociais que não so justifica o projeto econômico neoliberal como não deixa espaço para quaisquer considerações sobre emergências colectivas como potencia de transformação social es_ES
dc.language.iso es es_ES
dc.source Rodríguez-Victoriano, J.M. (2001)A reduçao neoliberal do sujeito ao individuo: pela recuperaçao de um imaginário com capacidade de transformaçao social. Líbero Vol.4 N.7-8 28-37. es_ES
dc.subject subjetividad neoliberal es_ES
dc.subject individualismo metodológico es_ES
dc.subject sociología crítica es_ES
dc.subject imaginario social es_ES
dc.subject inconsciente es_ES
dc.subject transformación social es_ES
dc.title A reduçao neoliberal do sujeito ao individuo: pela recuperaçao de um imaginário com capacidade de transformaçao social es_ES
dc.type info:eu-repo/semantics/article es_ES
dc.subject.unesco UNESCO::SOCIOLOGÍA es_ES
dc.description.abstractenglish Following Cornelius Castoriadis and Anthony Elliot's ideas, this text assures an imaginary conception that, far from being reproductive and derived from the individual's illusions and alienation, is the productive strength of imagines and shape, and, in this way, the producer of social reality. From the critical view opened by these conceptions, it is studied the dominant methodological individualism in the social sciences which not only justifies the neoliberal project but also do not allow any considerations on collective emergencies aiming social changes es_ES
dc.accrualMethod - es_ES
dc.embargo.terms 0 days es_ES

View       (5.267Mb)

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace

Advanced Search

Browse

Statistics